• Facebook
  • LinkedIn
  • Instagram

Como manter o colesterol sob controle


O colesterol é um tipo de gordura produzida no organismo, importante para manter as células funcionando normalmente produzindo hormônios e vitamina D, sendo uma das principais causas do desenvolvimento de doenças coronárias, ou seja, doenças do coração.
Segundo o Estudo de Riscos Cardiovasculares em Adolescentes (Erica), cerca de 40%dos brasileiros têm colesterol alto e entre jovens, de 12 a 17 anos, a taxa é de 20%.

Diferença entre LDL e HDL

O LDL, do Inglês, significa Low Density Lipoproteins ou Lipoproteínas de baixa densidade, o qual é responsável por transportar o colesterol do fígado às células, já oHDL quer dizer “High Density Lipoproteins” ou “Lipoproteínas de alta densidade” e realiza a função oposta ao LDL visto anteriormente, retirando o excesso de colesterol e levando-o de volta ao fígado para assim ser eliminado do corpo, realizando uma espécie de “varredura” da gordura ruim do organismo.
Em vista disso, o LDL é conhecido como colesterol ruim presente em alimentos que contêm gordura ruim como em embutidos, carne vermelha, frituras e outros. Já o HDL é o colesterol bom que está presente em nozes, linhaça, abacate e outros.
Quando há o acúmulo do colesterol LDL, ou seja, o colesterol conhecido como “ruim” pode ocorrer o entupimento das paredes das artérias do indivíduo, levando ao desenvolvimento de doenças cardiovasculares do mesmo.

Fatores de risco

  • Homens: 45 anos
  • Mulheres: Depois da menopausa
  • Consumo abusivo de bebidas alcoólicas
  • Estresse
  • Sedentarismo
  • Fumo
  • Hipertensão
  • Excesso de peso
  • Hereditariedade
  • Diabetes
  • Histórico de doenças cardiovasculares em paciente de 1º Grau
  • Alimentação rica em gordura saturada

Sintomas

Não obrigatoriamente o indivíduo com colesterol elevado apresenta sintomas, porém em casos raros, podem surgir manchas amarelas em volta dos olhos, chamadas de xantelasmas e também xantomas, que são formações de nódulos nos tendões. É fundamental avaliar os níveis de colesterol periodicamente, pois esses sintomas normalmente aparecem quando a situação de saúde pode estar avançada.

Diagnóstico e prevenção do colesterol alto

O diagnóstico é feito através de um exame sanguíneo, o qual avalia os níveis do HDL-colesterol e do LDL-colesterol. Aqueles que possuem histórico familiar de doenças cardiovasculares ou de colesterol alto, devem ter acompanhamento médico desde a infância.

Para manter adequados os níveis de colesterol e reduzir o risco de ataques cardíacos, bem como de outras enfermidades, há medidas a serem tomadas, como: a prática de atividade física regularmente, o controle do peso corpóreo, redução da quantidade de gordura na alimentação evitando o consumo exagerado de gorduras saturadas, carne vermelha, gema de ovo, manteiga, laticínios, mortadela, salame, queijos amarelos e alimentos industrializados e se caso não for suficiente há a possibilidade de prescrição de medicamentos através de profissionais especializados.
Também são indispensáveis para a manutenção da saúde e dos níveis de colesterol, a redução do consumo de álcool e a cessação do tabagismo, pois cigarro reduz o HDL-colesterol. No entanto, é importante lembrar que indivíduos com predisposição genética a colesterol alto a dieta apesar de ajudar será insuficiente na maioria dos casos, necessitando acompanhamento médico periodicamente.
Marque já sua consulta com um de nossos clínicos gerais ou cardiologistas, e lembre-se de ir de máscara!





Newsletter

Estamos constantemente fornecendo conteúdos institucionais, oportunidades e dicas de saúde. Para recebê-los, inscreva-se em nossa Newsletter.


Não enviamos SPAM

Bee Creative