• Facebook
  • LinkedIn
  • Instagram

Diabetes gestacional: como tratar?


Para que o desenvolvimento do bebê ocorra, são feitas adaptações na produção hormonal materna durante a gravidez. A placenta é uma fonte importante de hormônios que reduzem a ação da insulina, a qual é responsável pela captação e utilização da glicose pelo corpo. Com isso, o pâncreas materno, aumenta a produção de insulina para compensar este quadro de resistência à sua ação.

No entanto, esse processo não ocorre em algumas mulheres e elas desenvolvem um quadro de diabetes gestacional, caracterizado pelo aumento do nível de glicose no sangue.

Quando o bebê é exposto a grandes quantidades de glicose ainda que no ambiente intra-uterino, há maior risco de crescimento fetal excessivo, assim como partos traumáticos, hipoglicemia neonatal e diabetes na vida adulta.

O diabetes gestacional pode ocorrer em qualquer mulher e não é comum a presença de sintomas. Por isso, recomenda-se que todas as gestantes, a partir do início do 6º mês de gravidez, realize a coleta para saber como está a glicose em jejum e a glicemia após estímulo da ingestão de glicose, pelo teste oral de tolerância à glicose.

Causa de diabetes gestacional

Na maioria dos casos ocorre no terceiro trimestre de gestação e sua causa é relacionada com a resistência à insulina por consequência do aumento da concentração dos hormônios relacionados a gravidez.

Tratamento

Mudança nos hábitos alimentares, prática de atividades físicas regularmente e acompanhadas de um médico, controle glicêmico, hipoglicemiantes orais e a utilização de insulina são possíveis métodos de tratar.

Complicações da diabetes para a gestante

  • Parto prematuro;
  • Aumento do risco súbito da pressão;
  • Rompimento da bolsa amniótica precocemente;
  • Possibilidade de parto cesária.

Complicações da diabetes para o bebê

  • Hipoglicemia após o nascimento;
  • Doenças cardíacas;
  • Dificuldade para respirar ao nascer.

Prevenção

– Evite alimentos muito doces;
– Faça refeições fracionadas;
– Acompanhamento com nutricionista;
– Atenção aos níveis de glicemia.

Clique aqui e marque já uma consulta com um de nossos endocrinologistas.





Newsletter

Estamos constantemente fornecendo conteúdos institucionais, oportunidades e dicas de saúde. Para recebê-los, inscreva-se em nossa Newsletter.


Não enviamos SPAM

Bee Creative