• Facebook
  • LinkedIn
  • Instagram

Ortopedia: tudo o que você precisa saber!


A ortopedia é a especialidade médica responsável por cuidar das deformidades dos ossos, ligamentos, articulações, músculos, elementos relacionados ao aparelho locomotor assim como as doenças.

O que o médico ortopedista faz?

O profissional ortopedista pode atuar em cirurgias, estudos, tratamentos de problemas relacionados à locomoção humana, prevenção, e em doenças que afetam tendões, ligamentos, músculos, articulações e ossos. No cotidiano, suas funções são:

  • Realizar consultas;
  • Fazer estudos de caso;
  • Atuar na recuperação de problemas;
  • Prescrever medicamentos;
  • Realizar diagnósticos;
  • Solicitar exames;
  • Indicar tratamentos;
  • Acompanhamento de pacientes;
  • Recomendar medidas preventivas;
  • Fazer o encaminhamento para outros especialistas;
  • Realizar cirurgias.

Principais doenças tratadas por um ortopedista

Alguns ortopedistas são especializados em partes do corpo, como os que cuidam das mãos e punho, tratam problemas como tendinite, dedo em gatilho, síndrome do canal cárpico, artrose, dedo em botoeira e fraturas.
Há também os que tratam problemas congênitos, como malformações, disfunções e pacientes que desenvolvem complicações ao longo da vida ou sequelas de traumas e acidentes.

Em geral, o médico ortopedista trata:

  • Artrose;
  • Problemas de crescimento;
  • Lombalgia;
  • Lesões dos meniscos;
  • Entorses;
  • Hérnia de disco;
  • Joanete;
  • Bursite;
  • Dedo em garra;
  • Ruptura de ligamentos;
  • Fratura do colo femoral;
  • Pé diabético;
  • Fasceíte plantar.

É muito comum que o profissional ortopedista atue em conjunto com o fisioterapeuta, garantindo melhores resultados e um tratamento mais completo.

Quando procurar um ortopedista?

É importante a procura desse profissional para a prevenção de problemas relacionados à estrutura óssea, mas também dar atenção a queixas, como:
  • Limitações nos movimentos;
  • Dores frequentes nas articulações, músculos ossos;
  • Redução da flexibilidade das articulações;
  • Deformações.

Ademais, é essencial procurar um ortopedista após um trauma ou acidente, bem como caso o paciente houver histórico familiar de problemas no sistema locomotor, principalmente na terceira idade.

Diferença entre ortopedista e reumatologia

A ortopedia trata de problemas mecânicos os quais são relacionados ao sistema musculoesquelético, como luxações, fraturas, lesões de ligamento e outros, já a reumatologia é responsável pelos processos inflamatórios que afetam articulações e tecidos, como fibromialgia, osteoporose, artrite reumatoide, tendinites e outros.
Caso houver dúvidas sobre quando procurar um ortopedista ou um reumatologista, procure antes um clínico geral, ele indicará o profissional adequado.

Osteoporose

É importante destacar essa doença, pois apesar de atingir ambos os sexos, a osteoporose é mais comum em mulheres. Essa doença é caracterizada pela diminuição da massa óssea, a qual geralmente não apresenta nenhum sintoma inicialmente, dessa forma a maioria dos indivíduos só procura por ajuda médica quando há dores, microfraturas e até dificuldade para se locomover.
Infelizmente não há cura, porém pode ser minimizada por meio de mudanças de estilo de vida, alimentação equilibrada e a prática de exercícios físicos regularmente.
Uma a cada quatro mulheres tem ou terá osteoporose em algum momento da vida e mesmo atingindo todas as idades, é mais comum no período da menopausa e pós-menopausa, devido à redução drástica da produção dos hormônios responsáveis pela fixação do cálcio nos ossos, por isso, é preciso realizar exames preventivos.


Fatores de risco:

  • Pessoas com baixo peso
  • Falta de atividade física
  • Carência de cálcio
  • Pouca exposição à luz solar
  • Histórico familiar da doença
  • Estilo de vida pouco saudável

Entretanto, mesmo que o indivíduo não se encaixe em nenhum fator de risco, é essencial a prevenção da osteoporose, seja para retardar ou evitar o aparecimento da doença.

Tratamento 

Normalmente, inicia-se com mudanças no estilo de vida, como fugir do sedentarismo, parar de fumar e ingerir bebidas alcoólicas, ter uma alimentação balanceada, praticar exercícios regulares e somente se necessário, há indicação de medicamentos.
No entanto, indivíduos com alto risco de fraturas recomenda-se o tratamento medicamentoso para estimular a produção ou diminuir a perda de massa óssea.

Marque já sua consulta com um de nossos ortopedistas e vá de máscara!





Newsletter

Estamos constantemente fornecendo conteúdos institucionais, oportunidades e dicas de saúde. Para recebê-los, inscreva-se em nossa Newsletter.


Não enviamos SPAM

Bee Creative