• Facebook
  • LinkedIn
  • Instagram

Ruptura do Tendão de Aquiles


Também chamado de tendão do calcâneo, é o tendão mais resistente do corpo humano, sua ruptura ocorre quando esse tendão que prende o músculo da panturrilha ao osso do calcanhar se rompe, e que pode se romper parcialmente ou por completo comprometendo a capacidade de movimentar pés e pernas.

Causas

  • Estresse
  • Prática de exercícios repetitivos
  • Obesidade
  • Traumas diretos ou indiretos
  • Envelhecimento
  • Quedas
  • Tendinite de repetição
  • Artrite
  • Diabetes
  • Sedentarismo

Principais sintomas

No momento da ruptura do tendão geralmente ouve o som de um estalo, a panturrilha fica muito dolorida podendo causar inchaço e hematomas dificultando ou impossibilitando de caminhar, assim como provocando a incapacidade de ficar na ponta dos pés e também sentir dor leve após a prática de corrida, o que piora de forma gradual.

Primeiros socorros

  1. Descanse seu pé
  2. Coloque gelo na área
  3. Enrole o pé com uma compressa
  4. Eleve o pé para limitar a dor e a inflamação

Diagnóstico e Tratamento

O diagnóstico geralmente é clínico, baseado no histórico médico relatado pelo paciente e o exame físico, dessa forma o médico ortopedista inspeciona a perna do paciente podendo ser solicitado, em alguns casos a realização de exames de ressonância magnética ou ultrassonografia.

Há o encaminhamento a um cirurgião ortopedista em casos de rupturas completas.

Já em rupturas parciais é indicado o uso de tala ou gesso, imobilização do pé que pode durar até 12 semanas, medicação anti inflamatória e/ou fisioterapia técnicas de alongamento, métodos de analgesia (eletroterapia, crioterapia) e exercícios apropriados de fortalecimento.

Prevenção

Para prevenir problemas no tendão de Aquiles, siga algumas recomendações:

  • Alongamento e fortalecimento dos músculos da panturrilha.
  • Se você costuma treinar, aumente a intensidade do treino lentamente, pois as lesões do tendão de Aquiles comumente ocorrem depois que uma pessoa aumenta abruptamente os treinos.
  • Alternar entre atividades físicas de alto impacto, como a corrida, com as de baixo impacto, como caminhadas, andar de bicicleta ou então nadar.

Marque sua consulta e fique em dia com sua saúde!





Newsletter

Estamos constantemente fornecendo conteúdos institucionais, oportunidades e dicas de saúde. Para recebê-los, inscreva-se em nossa Newsletter.


Não enviamos SPAM

Bee Creative