• Facebook
  • LinkedIn
  • Instagram

Síndrome de Asperger


A Síndrome de Asperger é um comprometimento neurológico que geralmente afeta crianças do sexo masculino. Se trata de uma condição semelhante ao autismo que de acordo com o Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM-V) se encontra na categoria de Transtornos do Neurodesenvolvimento.

 

Causas 

 

A causa ainda não é conhecida pela ciência, mas sabe-se que fatores genéticos e transtornos mentais como a depressão e a bipolaridade podem estar relacionados à Síndrome de Asperger. 

 

Quais os sintomas?

 

  • Dificuldade de se relacionar com outras pessoas;
  • Necessidade de rotinas fixas;
  • Muito interesse em assuntos específicos;
  • Não olha para os olhos das outras pessoas quando está se comunicando;
  • Expressão facial praticamente inexpressiva.

Portadores dessa síndrome não sofrem atraso de desenvolvimento ou cognitivo, mas podem possuir dificuldade de compreensão da linguagem não verbal, como: brincadeiras, piadas e ironias. Não compreensão de regras, são pessoas que tendem a ser mais introspectivas, possuir interesses peculiares e em uma intensidade maior, hipersensibilidade a luzes, sons ou texturas.

 

Grupos de risco

 

Além dos meninos possuírem maior predisposição do que as meninas, crianças que possuem parentes próximos com algum transtorno no Espectro de autismo têm chances maiores de desenvolver a síndrome, bem como outro tipo de autismo.

 

Diagnóstico e tratamento

 

O diagnóstico da síndrome de Asperger geralmente ocorre na infância quando a criança entra na escola. Porém é considerado difícil realizar um diagnóstico com precisão, pois pode-se confundir com outros transtornos mentais como depressão, esquizofrenia ou como traços de personalidade do indivíduo.

No entanto, existem testes que podem ser aplicados por psicoterapeutas.

 

Já para o tratamento, é indicado a psicoterapia para o auxílio do controle da ansiedade, reconhecimento das emoções, aprendizado sobre o tom da linguagem oral e corporal e também pode ser receitado medicamentos. Outros médicos também são essenciais, como: fonoaudiólogo, pediatra e psiquiatra.

Se você se identifica com esses sintomas ou conhece alguém que esteja precisando de auxílio, não deixe para depois, agende uma consulta.

Clique aqui e entre em contato com a Clínica da Cidade.

Marque já sua consulta!





Newsletter

Estamos constantemente fornecendo conteúdos institucionais, oportunidades e dicas de saúde. Para recebê-los, inscreva-se em nossa Newsletter.


Não enviamos SPAM

Bee Creative